BUSCA
Eletrolifting

Eletrolifting

COMO FUNCIONA

O eletrolifting utiliza-se da corrente contínua que é a corrente galvânica, porém sua intensidade é reduzida para microampères (µA), seu eletrodo com ou sem a agulha (eletrodo ativo) sempre será conectado ao polo negativo.

Assim o eletrodo passivo (geralmente uma placa de metal coberta por uma esponja ou um bastonete), ficará em contato constante com o cliente, fechando o campo elétrico.

Os efeitos da corrente galvânica na pele causam uma lesão no tecido, hiperemia (vermelhidão), edema local (inchaço) e uma maior sensibilidade à dor.

Já os efeitos fisiológicos agem pela ação da corrente sobre os nervos vasomotores, causando maior vascularização e consequentemente uma hiperemia local.

Esta inflamação local e controlada, produz um tecido fibroso que preenche os espaços das rugas, estrias, cicatrizes de acne, etc. Tudo isso por conta de estímulo aos fibroblastos em conjunto com a resposta de reparação da lesão que é efetuada pelo corpo.

Explicando melhor...

O eletrolifting causa uma lesão controlada, onde este diante de qualquer lesão tem o instinto de reparar os tecidos que foram lesionados, sendo assim os fibroblastos entre outras células, são ativadas para substituir o tecido lesado por um novo tecido reparado.

CORRENTE CONTÍNUA

Na corrente contínua os elétrons só se direcionam para um sentido e constantemente, não há oscilações de polaridade, onde o profissional é quem seleciona a polaridade do tratamento (seja positivo + ou negativo -) e essa polaridade se mantém durante todo o tempo determinado.

ELETRODOS

Para pessoas que queiram melhorar/atenuar, linhas de expressão, cicatrizes de acne, (não inflamatória) e estrias.

CONTRAINDICAÇÕES

Pessoas com problemas cardíacos, com distúrbio de sensibilidade, portadoras de marca-passo cardíaco, propensas a queloide, com neoplasias, varizes, feridas, inflamações ou lesões no local da aplicação, vitiligo, psoríase, próteses metálicas no local da aplicação, hipertensas ou hipotensas descompensadas, diabéticos descompensados, se expor ao sol após realizar a técnica.

TÉCNICAS DE APLICAÇÃO

•Punturação;
•Xevron;
•Escarificação;
•Escarificação modificada.

TEMPO

Varia de acordo com a área à ser tratada. Esta técnica pode ser aplicada 1 vez por semana, ou a cada 15 dias, o importante é que não haja processo inflamatório na área a ser tratada para realizar novamente a técnica.

INTENSIDADE

A intensidade varia de acordo com cada autor, pode-se seguir:

- Rugas finas 70µA
- Rugas profundas 150µA
- Estrias 150 a 200µA

SUGESTÃO DE APLICAÇÃO

eletrolifitng mb - Higienizar a pele
- Esfoliar com esfoliante físico
- Tonificar com loção antisséptica
- Colocar a placa de silicone com gel, ou a placa de metal com espoja molhada, ( conforme indicação do fabricante do aparelho adquirido) na polaridade positiva próxima a região tratada, sob a escápula se for no rosto por exemplo ou pedir para o cliente segurar o bastonete de metal (varia de acordo com o tipo de aparelho que o profissional utiliza e serve para fechar a corrente entre os pólos)
- Aplicar álcool a 70% na região do tratamento
- Realização da técnica escolhida
- Finalizar com protetor solar

Fonte: www.mundoestetica.com.br

Deixar seu comentário

Postar comentário

0 / 300 Restrição de Caracter
Seu texto deve conter 10-300 caracteres
termos e condições.
  • Nenhum comentário encontrado